Aedes aegypti Prefeitura e Força Aérea Brasileira se unem em combate ao mosquito

A prefeitura de Boa Vista firmou parceria com a Força Aérea Brasileira para as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. A intenção é que os militares colaborem com o trabalho de visitação nos lares. E por conta disso, nesta sexta-feira, 5, um grupo participou de uma capacitação com orientações e dicas de abordagem

De acordo com o coordenador de Vigilância e Controle de Doenças transmitidas por Vetores, Washington Alves, 60 militares devem atuar no período de 10 de julho a 9 de agosto, nos bairros Caimbé e Asa Branca, visitando 8.605 imóveis que apresentaram alto índice de infestação do mosquito.

“A prefeitura está sempre intensificando as ações em combate ao Aedes e buscando parcerias com diversas instituições. Hoje estamos aqui com os militares da Força Aérea que agora somam forças com a gente. Estamos repassando algumas orientações e apresentando as formas do mosquito se proliferar”, disse.

O comandante da Ala 7 da Base Aérea de Boa Vista, Cel Newton de Abreu Fonseca Filho, também destacou a importância da parceria com a prefeitura na área de saúde, que tem como foco principal o bem-estar de todas as famílias da cidade.

“É uma oportunidade muito grande essa parceria. Somos parte da sociedade boa-vistense. Temos militares que contribuem efetivamente e são parte da sociedade juntamente com seus familiares, com essa parceria estamos ajudando nós mesmos, é uma missão muito importante para o bem de toda a sociedade”.

Risco – O resultado do 3º Levantamento de índice Rápido de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) deste ano classificou Boa Vista com alto risco para transmissão das doenças, com percentual de 9,3%. O dado é importante para mensurar os desafios no combate ao mosquito neste período de chuvas e alertar a população para os cuidados necessários para prevenir a proliferação do mosquito.

O lixo doméstico e recipientes ainda são os maiores focos do mosquito, principalmente nesse período de chuvas. A prefeitura alerta a população para que todos façam a sua parte, acondicionando o lixo de maneira correta, tirando uns 10 minutinhos para verificar o quintal.

Fonte:Secretaria Municipal de Comunicação – SMUC