Apreensão de drogas pela Receita em portos e aeroportos cresce 68%

Avanço do trabalho de cruzamento de dados para determinar rotas e cargas escolhidas pelos traficantes tem ajudado na elevação deste número.

A quantidade de drogas apreendidas pela Receita Federal em portos e aeroportos registrou um crescimento de 68% no primeiro semestre em 2019 em comparação com o mesmo período de 2018.

Até agora, foram cerca de 29 toneladas apreendidas no primeiro semestre deste ano frente a pouco mais de 17 toneladas no primeiro semestre do ano passado, segundo dados do próprio orgão.

As apreensões ocorreram em diferentes cidades, e as drogas apareceram escondidas em diferentes tipos de cargas, informa o site R7.

Segundo o chefe da Divisão de Recursos Tecnológicos e Operacionais, Maurício Santos Silva, esse crescimento se dá em razão da melhora do trabalho de análise de dados que permitem à Receita prever com maior precisão a ação dos traficantes.

Ele explica que em 2015 a Receita Federal passou a integrar em um único banco de dados as informações das apreensões realizadas, como as rotas e o tipo de carga escolhida para esconder as drogas. E que isso permite planejar ações.

Por Renova