Bailarino do Teatro Municipal do RJ dará cursos em Boa Vista este mês

Em visita a Roraima, o bailarino Santiago Júnior vai promover dois cursos de dança neste mês de janeiro. O primeiro é direcionado aos bailarinos com idade a partir de 11 anos e o foco será em ballet clássico. O segundo curso será sobre composição coreográfica e o público-alvo são bailarinos adolescentes e adulto.

As capacitações vão acontecer nas duas unidades da escola de dança Aura. Os cursos começam no dia 20 de janeiro com ballet clássico que terão aulas na segunda e quarta-feira, no horário das 20h20 às 21h40, na unidade da Aura localizada na avenida Nossa Senhora da Consolata, 181, Centro.

Já o curso de composição coreográfica será nas terças e quinta-feira, das 20h30 às 21h45. As aulas serão na unidade 1 da Escola Aura, que fica na avenida Mário Homem de Melo, 3365, no bairro Liberdade.
INSCRIÇÕES

Para mais informações e inscrições para os cursos ministrados por Santiago Júnior, os interessados precisam ligar para o telefone (95) 99113-3055.

O BAILARINORoraimense, Santiago Júnior é solista do Corpo de Baile do Teatro Municipal do Rio de Janeiro desde 2002. Para ele, estar em sua cidade natal e oferecer capacitação para a nova geração é um privilégio. “Sempre que estiver por aqui, quero poder compartilhar conhecimentos. Eu tive que sair daqui e ir lá pro teatro municipal do RJ para exercer o meu ofício, mas é muito melhor que você possa fazer isso na cidade que nasceu. E sempre que puder colaborar, eu quero deixar algo aqui. Sou roraimense de corpo e alma. Eu vou voltar pra cá um dia. Eu já disse: eu volto um pouquinho a cada ano, um dia eu volto inteiro”, concluiu.

O bailarino roraimense ingressou no Teatro Municipal do Rio de Janeiro por meio de concurso público e lá atua em todo o repertório da companhia. Em seu currículo, Santiago já foi o bobo da corte do balet Lago dos Cisnes, o ídolo de bronze do balet Bayadere, o Mercúcio de balet Romeu e Julieta e o Espectro da Rosa, além de já ter participado de filmes e comerciais.


Estreou profissionalmente no balé metropolitano de Caracas, Venezuela. Ganhou a medalha de ouro no seminário internacional de dança de Brasília e medalha de prata no C.B.D.D. (Festival de Dança de Brasília), no Rio de janeiro.
Na inauguração do teatro municipal de Boa Vista, em 2017, o bailarino apresentou o espetáculo ‘Cotingo: o rio da minha aldeia’. A apresentação incluiu, além de dança, canções e poesias que fazem parte de suas memórias, especialmente aquelas vividas às margens do rio Cotingo. “Cantar e recitar são duas coisas que venho gostando muito de fazer nos últimos anos”, diz.

Por Alexsandra Sampaio