Baleia Rossi é eleito presidente do MDB

O governador de Brasília, Ibaneis Rocha defende o fortalecimento das bases do partido

Pela defesa da democracia.Na convenção do partido, governador Ibaneis defende a reconstrução das bases da legenda.

As palavras democracia, liberdade e atenção às bases marcaram os discursos na convenção do MDB, que elegeu o deputado Baleia Rossi (SP) presidente do partido.O evento aconteceu ontem, em Brasília, e serviu para a escolha da nova Comissão Executiva da legenda. A chapa única de que Rossi fazia parte era intitulada “Renovação Democrática”.

A escolha da data de 6 de outubro para a realização da convenção é por ser o dia do aniversário de nascimento de um dos emedebistas mais marcantes, Ulysses Guimarães, que comemoraria 103 anos.

Além de políticos do MDB, participaram da convenção o presidente do PSDB, Bruno Araújo (PE), e o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Maia elogiou a trajetória do MDB. “Falar, ter boas narrativas, isso é fácil, difícil é ter bons quadros como tem o MDB, que quando assume uma missão realiza essa missão”, disse o presidente da Câmara.

Em seu discurso de posse, Baleia Rossi defendeu que o MDB seja um partido independente de governos, que reforce sua vocação de defender a democracia. “Precisamos nos reinventar, precisamos encarar os nossos erros. Temos uma história de luta pela democracia nos momentos mais importantes dos últimos 50 anos”, frisou Rossi.

É preciso saber que é possível viver sem participar de governo porque somos muito maior do que isso”, disse no novo presidente do partido, deixando claro que o MDB tomará suas decisões de forma independente, ouvindo as suas bases.

O deputado dedicou parte de seus discurso à defesa o governo do ex-presidente Michel Temer, quando, segundo ele, foi possível, junto com ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, recuperar a economia do País. Rossi foi aplaudido pelos convencionais quando disse que o MDB, conhecido antes como o “partido da governabilidade”, precisa agora escolher as suas bandeiras. “Precisamos hoje escolher as nossas bandeiras e precisamos ter a nossa identidade”, destacou.

O novo presidente do MDB também mencionou em seu discursos de posse o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

“Ibaneis é um jovem governador que está se destacando pela gestão, é corajoso e o que fez foi extremamente importante para chegarmos unidos até aqui. Sou muito grato a Ibaneis pelo seu apoio”, disse Rossi.

O governador do DF chegou a pensar em disputar a presidência do MDB, mas isso não foi possível porque uma cláusula do estatuto da legenda proíbe que governadores em exercício presidam o partido. Ontem, na convenção, ele disse que estará ao lado de Baleia Rossi nesse processo de reagrupar as bases do MDB.

“Quero estar junto com você nesse trabalho de reconstrução das nossas bases”, prometeu o governador.

Ibaneis destacou que o MDB tem a marca do municipalismo e que essa será reforçada para que o País possa enfrentar o momento de conflagração que vive. “Vivemos num período de grande turbulência democrática, em que um procurador da República anuncia que queria matar um ministro do Supremo Tribunal Federal. Vemos intolerância em todas as áreas. Os medebistas de Brasília querem um partido que respeite as pessoas, as ideias e trabalhem por aqueles que mais precisam”, disse o governador do DF.

Conselhos da velha raposa

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (RJ), iniciou sua fala na convenção do MDB se dirigindo ao presidente de honra do partido, José Sarney (MA).

Maia disse que todas as semanas visita o ex-presidente em busca de mais conhecimento sobre politica.

“As probabilidades de eu acertar mais que errar na presidência da Câmara aumentam muito quando ouço o presidente Sarney”, confessou.

Rodrigo Maia destacou a importância do MDB dois momentos. Primeiro, quando junto com o PFL, na frente liberal, consolidou a democracia brasileira, e, mais recente, em 2016, quando o MDB e o Democratas garantiram a transição no governo do ex-presidente Michel Temer.

“A reforma da Previdência só está sendo feita agora porque o MDB teve a coragem de iniciar esse debate”, disse Maia.

O ex-senador Eunício Oliveira acredita que o destaque da palavra democracia nos discursos deve-se ao fato de a democracia ser uma marca do MDB e também porque o País está conflagrado, segundo ele. O ex-presidente José Sarney, o mais aplaudido dos políticos que participaram da convenção, aconselhou Baleia Rossi não presidir o partido olhando no retrovisor, em sim, de olho nos holofotes, ou seja, prestando a atenção ao que vem pela frente.

Por Catarina Lima

Fonte:Jornal de Brasilia