Castração – Clínicas não fizeram credenciamento para oferecer serviços

 

Após três semanas, nenhuma clínica veterinária fez credenciamento para tratar animais de rua

 

A Prefeitura de Boa Vista lançou, há três semanas, o programa União Pelos Animais voltado à identificação e controle de natalidade de cães e gatos. A proposta é oferecer a castração com a parceria de clínicas e hospitais veterinários, mas até o momento nenhuma instituição formalizou a proposta de habilitação para prestação de serviço.

O programa é uma iniciativa inovadora da prefeita Teresa Surita e visa principalmente a melhoria das condições sanitárias dos animais de estimação e das pessoas, pois diminui o número de crias indesejáveis de cães e gatos, o risco de abandono e consequentemente a ocorrência de zoonoses (doenças relacionadas aos animais).

A superintendente de Vigilância em Saúde, Francinete Rodrigues, explica que somente após a fase de credenciamento é que os procedimentos de castração poderão se iniciar. Por isso, é importante que os interessados protocolem a documentação para proposta de habilitação o mais rápido possível. “É preciso que haja interesse das clínicas para que possamos iniciar o programa em Boa Vista”, disse.

A meta é atender inicialmente 800 bichinhos de estimação com a castração. Os procedimentos vão acontecer em clínicas ou hospitais veterinários devidamente credenciados pela prefeitura para o desempenho das atividades. O edital e seus anexos estão disponíveis no site da prefeitura: https://www.boavista.rr.gov.br/editais.

As clínicas e os hospitais veterinários interessados em prestar serviço através do programa, devem protocolar a documentação para proposta de habilitação exigida no edital na Superintendência de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Boa Vista, das 8h às 14h, na Rua Coronel Mota, 418, Centro.

Poderão participar do credenciamento instituições devidamente habilitadas, com regularidade jurídica, fiscal, econômica, financeira e técnica. Não serão credenciados os proponentes que deixarem de apresentar os documentos exigidos ou em desacordo com o edital.

Microchipagem – Além da castração, os animais esterilizados receberão também um microchip subcutâneo, permitindo, assim, o monitoramento dos animais e a identificação dos donos em caso de acidente, fuga e abandono, de acordo com o que é preconizado no Código de Postura do Município de Boa Vista. Serão disponibilizados 16 mil microchips de identificação para cães e gatos.

O programa visa atender pessoas de baixa renda e Organizações Não Governamentais ONG’s. Ao todo, 60% dos procedimentos será destinado para pessoas com renda de até 2 salários mínimos e 40% para as ONG’s.

As pessoas que se enquadram nos critérios do programa e as ONGs devem efetuar o cadastro na sede da Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) para serem beneficiadas com os procedimentos de microchipagem e castração de maneira gratuita. Para população em geral, somente o procedimento de microchipagem estará disponível mediante pagamento de taxa a ser definida posteriormente.

Jornalista: Jéssica Ferri