Construção ecológica Alunos de Boa Vista vencem feira científica no Nordeste e vão à Dubai em 2020

O objetivo dos estudantes é propor alternativas de adaptação ou construção de habitação ecologicamente correta, sensibilizando a população.

Os estudantes da Escola Municipal Menino Jesus de Praga, localizada no bairro Jóquei Clube, conquistaram o 1º lugar na categoria Júnior na 15ª edição da Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia (Fenecit), que aconteceu nos dias 9 e 10 de outubro em Olinda, Pernambuco.O projeto “Construção Ecológica – Usando a cabeça: construindo casas”, garantiu aos estudantes Rádryan Souza, Kauã Gomes e Pablo Guilherme a medalha de ouro e o direito de participar da Milset Expo – Sciences Asia, uma feira científica que acontecerá em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em 2020.

O objetivo dos estudantes é propor alternativas de adaptação ou construção de habitação ecologicamente correta, sensibilizando a população de que algumas atitudes da humanidade causam desequilíbrio no ecossistema, colocando em risco a sobrevivência de todos os seres vivos.

Os alunos utilizaram os passos dos 3Rs (Reduzir, Reciclar e Reutilizar) da sustentabilidade. Durante a execução do projeto, eles fizeram pesquisa de campo na internet, assistiram vídeos e tiveram a oportunidade de conhecer a casa sustentável de um arquiteto de Boa Vista. Com base no aprendizado teórico, eles colocaram em prática o projeto e construíram um produto, uma casa com adaptações sustentáveis.

“Ganhar em primeiro lugar em uma feira nacional é muito gratificante para toda a equipe, especialmente para a professora Ingrid dos Santos e os alunos que idealizaram e executaram o projeto. Isso é o reconhecimento de todo o trabalho desenvolvido. Além disso, a possibilidade de levar o nome do município em um evento de grande repercussão. É um enorme orgulho, pois reflete o esforço e a desenvoltura dos alunos em contribuir para a sociedade”, disse a gestora da escola Esmeralda Pereira.

Ela destacou ainda que durante a apresentação do projeto foi notório que de fato a aprendizagem aconteceu e que ficará uma lição pra vida. “Todos estão de parabéns pela relevância do projeto. O sentimento é de muita gratidão”, comentou.

FENECIT – O evento reuniu projetos de 14 estados brasileiros e cinco países da América Latina – Paraguai, Chile, México, Colômbia e Argentina, apresentando 160 trabalhos de estudantes da rede pública e particular de ensino.

 A feira tem como objetivo despertar nos alunos o interesse pela produção e saber científico, por meio da construção de projetos de pesquisas no cotidiano escolar. O evento comporta nove áreas do conhecimento, entre elas Ciências Biológicas, Ciências Agrárias Biológicas e Engenharia.Os projetos com maiores notas foram premiados com medalhas de bronze, prata e ouro como também com credenciamento para participação das maiores feiras de Iniciação Científica do mundo, a exemplo das de países como México, Dubai, Argentina, EUA e Bélgica.

Fonte:SEMUC