Em um ano, Roraima registra queda de 50% na taxa de homicídio

Resultado positivo está associado às ações da atual gestão de Governo

Mesmo com apenas um ano de trabalho e pouco recurso, o Governo de Roraima conseguiu diminuir em 50% o número de homicídios no Estado. Enquanto que em 2018 foram registrados 336 homicídios, em 2019 o número caiu para 165. Os dados são do Sinesp (Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública).

Para o delegado geral da PCRR (Polícia Civil de Roraima), Herbert de Amorim Cardoso,  a redução do número de homicídios é reflexo do trabalho integrado das Forças de Segurança do Estado.

“Todas as informações que chegam são compartilhadas entre os órgãos do Sistema de Segurança Pública. Esse trabalho articulado fortaleceu nossas ações coibindo a prática dos crimes”, disse.

Amorim ressaltou ainda que a DGH [Delegacia Geral de Homicídios] apresentou no ano passado uma melhoria no índice de resolução dos casos de homicídios no Estado.

“Hoje, Roraima é um dos Estados brasileiros com melhor índice de resolução dos casos de homicídios do Brasil. O trabalho ágil das nossas Polícias tem coibido a ação daqueles que pretendem atentar contra a vida de outra pessoa”, complementou.

Atualmente, a DGH conta com quatro equipes de investigação, além dos plantonistas. O trabalho especializado é realizado com equipamentos novos entregues pelo Governo.

“Na atual gestão de Governo, a Delegacia Geral da PCRR recebeu sete novas viaturas. Tivemos também um reforço na equipe e equipamentos de segurança novos como munição, armamento e coletes balísticos”, mencionou.

Ainda conforme o delegado, a criação do FICO [Força Integrada Contra o Crime Organizado] também assumiu um papel importante na melhoria do trabalho do Sistema de Segurança Pública do Estado.

“Com esse trabalho especializado tivemos um efeito positivo no combate ao crime organizado. Conseguimos evitar que membros de facções mantivessem contato com presos e foram identificados os mandantes de assassinatos”, explicou.

PM reforça o policiamento ostensivo no combate ao crime

As novas diretrizes de segurança da PMRR (Polícia Militar de Roraima) adotadas no último ano e os investimentos em equipamentos pelo Governo contribuíram para o controle da criminalidade no Estado.

Mesmo apresentando o cenário parecido ao de 2018, por conta da crise migratória que também contribuiu para o aumento do índice de crimes no Estado, em 2019 a PM teve êxito em suas ações.

O comandante Geral da PMRR, coronel Elias Santana, analisou que os dados da queda do número de homicídios, traduzem o reflexo de uma política de incremento das atividades operacionais em aumentar o efetivo nas ruas.

“Podemos observar o resultado do nosso esforço com a redução do número de homicídios. Ao analisar o mês de setembro de 2018, o mais violento do ano, registramos 49 homicídios. Já em 2019, conseguimos reduzir para 9 casos”, lembrou.

Santana disse que a corporação dedicou esforços em pontos estratégicos da capital e interior para combater os crimes relacionados, principalmente, a casos de homicídios.

“Atuamos nas chamadas áreas vermelhas, apresentando um resultado prático de redução de mortes. Os criminosos se sentem hoje mais intimidados porque sabem que podem ser presos logo após cometer o crime”, argumentou.

O comandante lembrou da entrega das 33 novas viaturas feita pelo Governo do Estado no mês de novembro do ano passado, o que, segundo ele, irá melhorar ainda mais a atuação da polícia em 2020.

“Trabalhamos para que nossas ações sejam mantidas. Não podemos esquecer das parcerias com outros atores da segurança pública nas esferas federal, estadual e municipal. E em 2020 esperamos diminuir ainda mais o número de homicídios”, destacou.

RODRIGO SANTANA
 Foto: Arquivo/Secom