Escola do Legislativo inicia preparatório para concurso com turma lotada

Em cada turma são aproximadamente 220 alunos inscritos, totalizando mais de 1.200 candidatos na preparação para o certame

 A Escola do Legislativo Cursos Preparatórios iniciou as aulas do curso preparatório para o concurso público da Semges (Secretaria Municipal de Gestão Social). A unidade abriu seis turmas, três delas aos sábados e domingos e outras três com aulas durante a semana, às segundas e sextas-feiras.

  Maria Eduarda chegou cedo neste sábado (17) na Escola do Legislativo. Em menos de cinco meses este é o segundo curso que ela participa, mesmo sem poder se inscrever para concorrer a uma das vagas ofertadas. Aos seis meses de idade, ela acompanha os pais que buscam um futuro melhor para a família.

“Eu buscava um curso que pudesse me oferecer esse aprendizado. Tudo por aí é muito caro e aqui a gente tem a oportunidade de aprender de graça. Maria Eduarda precisa vir junto. A gente tá em busca de um futuro melhor pra ela também”, disse Mayra Ferreira, dona de casa e mãe de Maria Eduarda.

Quem completa essa família é o autônomo William Menezes. A filha, é o principal motivo da busca pelo curso preparatório. E onde algumas pessoas poderiam encontrar dificuldades, eles enxergam incentivo.

“Isso não é algo que impossibilite alguém de fazer o curso. Queremos dar um futuro melhor para nossa filha e ela dá força pra gente seguir em frente sempre”, complementou William, acrescentando que “o melhor de tudo é que é de graça. A população em geral pode se inscrever e estudar. Antigamente se dizia que estudo era coisa pra quem tinha dinheiro, e hoje em dia não é mais, graças à Escola do Legislativo”, finalizou.

Em cada turma são aproximadamente 220 alunos inscritos. São mais de 1.200 pessoas com a atenção voltada aos professores que se revezam na missão de repassar o conteúdo.    “Um dia é com aulas voltadas ao conteúdo que consta no edital do concurso. O outro dia nós elaboramos uma dinâmica de resolução de questões para facilitar o entendimento do que é ensinado em sala”, explicou Cristina Mello, diretora da Escola do Legislativo.

Texto: Johann Barbosa

Foto: Alex Paiva