GPLI   Servidores da DPE são treinados sobre ferramenta de suporte técnico

O treinamento inicia nesta quinta-feira, 13e as inscrições feitas on-line 

As inscrições são pelo site da Defensoria; na interface inicial, clicar na Intranet e será redirecionado para o SIA

 Servidores e membros da DPE (Defensoria Pública do Estado) passam por atualização sobre GLPI (Gestão Livre de Parque de Informática). A qualificação começa no dia 13 e seguirá até o próximo dia 19 no auditório da DPE. A carga horária é de 2h, com turmas das 14h e16h.

As inscrições são pelo site da Defensoria Pública. No final da página, na interface inicial, o participante deve clicar na área indicada com o nome Intranet e será redirecionado para o SIA (Sistema Integrado de Atendimento)  – , devendo o usuário fornecer o CPF e a senha para efetuar o login.

O GLPI é um sistema gratuito, incidindo apenas custo para treinamento, e atende às necessidades de gestores de TI no gerenciamento de chamados de Helpdesk, além de promover aos gestores, informações de seus recursos físicos e humanos.

O curso conta com 200 vagas, dividido em 10 turmas. De acordo com o assessor jurídico da DPE, Vilmar Antônio da Silva, o sistema entrará em vigor a partir do dia 08 de julho e é muito importante que todos dentro da Defensoria estejam habilitados nele, pois ajudaria na organização do atendimento, gestão de todas as unidades, além de facilitar o trabalho do TI.

Além de impressoras, scanners, e outros ativos de TI, como roteadores switches, rádioswifi, etc. Tais equipamentos demandam diariamente ajustes, configurações e suporte a usuários, assim como o controle de localização, e no caso de computadores, quais softwares têm instalado. Nesse contexto, a qualificação dos usuários para a operação do sistema é plenamente justificável.

Nas unidades do interior, foram ofertadas 70 vagas divididas em 7 turmas. As unidades de Alto Alegre, Bonfim, Mucajaí, Caracaraí, Rorainópolis, São Luiz do Anauá e Pacaraima estão recebendo as qualificações e os meios utilizados são notebooks e recursos disponíveis nas respectivas sedes da DPE.

Em Rorainópolis, a assessora jurídica da DPE, Jucinara Rodrigues Mendes, fala sobre o que achou da qualificação. “O curso é satisfatório de modo geral. O Kenedy esteve conosco, nos passou a teoria e nos acompanhou na prática. Participaram três servidoras e uma estagiária. A experiência foi legal. Conseguiram nos passar de forma didática e gostei da maneira que será o sistema”, diz Jucinara.

Foto: Ascom/DPE

ASCOM DPE