Legislativo se compromete a ajustar Orçamento para garantir continuidade do concurso da PM

Conforme anúncio do presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier, o Poder Legislativo vai diminuir despesas para contribuir com recursos para o certame

 Em entrevista coletiva convocada pelo Governo do Estado para falar sobre a situação de concursos antes cancelados, o presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier (SD), afirmou que a Casa se compromete a repactuar o Orçamento 2019, incluindo a revisão de repasses do duodécimo, para garantir que o Governo do Estado tenha condições de manter o concurso da Polícia Militar e regularizar parte dos repasses atrasados junto às empresas terceirizadas.

Segundo Jalser Renier, com apoio dos demais deputados, o Poder Legislativo votará, ainda em fevereiro, a peça orçamentária com estes ajustes. “A Assembleia Legislativa vai ajudar o Governo a fazer com que esse sonho se torne uma realidade. Com apoio dos meus colegas deputados, estamos providenciando o levantamento do impacto, com a diminuição de despesas do Poder Legislativo, para que a gente possa aferir valores para equacionar o concurso da Polícia Militar”.

Jalser deixou claro que o problema não é culpa nem do atual governo, nem da Assembleia Legislativa, mas que, no entanto, as instituições resolveram realizar uma força-tarefa institucional pelo desenvolvimento do Estado. “Não vai faltar recurso para que possamos, em peça orçamentária, garantir que o governo possa resolver um impasse que não foi da gestão que está aqui. A Assembleia herda um problema que não é dela, mas temos que dar as mãos, pois aquele que estuda tem direito à sua dignidade e um espaço no mercado de trabalho”.

O governador do Estado, Antonio Denarium (PSL), agradeceu ao chefe do Poder Legislativo pelo apoio.  “Agradeço ao deputado Jalser Renier que se solidarizou, e com empenho dos outros deputados, apoiou nossa iniciativa para que possamos ter dinheiro para pagar essa conta”.

Terceirizadas

Jalser Renier afirmou que a Casa está trabalhando ainda para garantir no Orçamento o repasse de parte do pagamento devido pelo Governo do Estado às empresas terceirizadas, com a destinação de emendas parlamentares exclusivas para essa finalidade. Do valor restante, as prioridades serão os investimentos em Saúde e Educação.

 Foto: Alex Paiva/SupCom ALE-RR

YANA LIMA/SupCom ALE-RR