PF detectou milhões em contas do hacker Chiclete

PF encontrou uma cifra milionária em uma conta vinculada ao programador de computadores preso na última quinta-feira.

Hooded hacker. Cyber attack concept.

O programador Thiago Eliezer Santos, conhecido como “Chiclete”, movimentou milhões de reais em uma conta bancária nos últimos meses. Ele foi preso temporariamente na 2ª fase da Operação Spoofing, da Polícia Federal, deflagrada nesta quinta-feira (19).

Eliezer seria o suposto mentor do hacker Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, que confessou ser o responsável pelas invasões dos celulares de centenas de autoridades brasileiras.

A informação foi divulgada, na noite desta sexta-feira (20), pela revista Crusoé, com base em fontes da PF. As investigações na deepweb, o submundo da Internet, apontaram que “Chiclete” era um hacker respeitado no ramo.

A PF investiga se Thiago tinha ligação direta com as invasões realizadas por Delgatti. Os investigadores querem saber se o programador de computadores orientou Delgatti ou se atuou diretamente nessas invasões de aparelhos de autoridades.

Os policiais também descobriram que o programador atuava com fraudes em multas de trânsito, informa a jornalista Bela Megale.

Do Renova