Sala Lilás humaniza acolhimento de vítimas de violência

Tornar o ambiente mais acolhedor para as vítimas de violência foi o objetivo da repaginada feita na Sala Lilás, do IML (Instituto Médico Legal), inaugurada na manhã desta quinta-feira, 28, onde além da ampliação e reestruturação da sala, também foi instalado uma brinquedoteca.

Estiveram presentes na cerimônia, que contou com a presença de autoridades estaduais que atuam na área de enfrentamento à violência doméstica, o juiz titular do 2º Juizado de Violência Doméstica e Família, Jaime Plá Pujades de Ávila, a chefe da Divisão de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas do TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), Shirlene Fraxe, a defensora pública Terezinha Muniz, o Delegado Geral de Polícia, Herbert de Amorim Cardoso, a diretora do IML, Marcela Campelo, além de servidores e de peritos oficiais.

“A repaginada tornou o ambiente maior, mais acolhedor e exclusivo para as mulheres, crianças, adolescentes e ao público LGBT que atendemos, trazendo um pouco mais de conforto nesse momento tão difícil”, ressaltou Marcela Campelo, diretora do IML.

O valor total investido foi de R$ 10.818,09. A verba foi adquirida por meio de um edital para seleção de projetos sociais da Vepema (Vara de Penas e Medidas Alternativas) do TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), e é proveniente dos valores recebidos de transações penais, suspensão condicional do processo e de sentença condenatória no âmbito da comarca de Boa Vista.

Durante a cerimônia de inauguração, o delegado Geral de Polícia, Herbert de Amorim Cardoso, destacou que os investimentos contribuem para a prestação de um serviço de excelência para a população.

“Investimentos como este, tornam o trabalho, nesse momento de fragilidade, humano e eficaz. As vítimas que chegam ao IML para fazer exame, como o de conjunção carnal, por exemplo, percebem que estão sendo acolhidas pelos profissionais, pelo ambiente, ganhando mais dignidade. Isso com certeza torna a prestação de serviço mais eficaz”, destacou.

A chefe da Divisão de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas do TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), Shirlene Fraxe, afirmou que a relevância social da Sala Lilás foi o fator primordial para contemplação do projeto.

“Quando tomamos ciência do projeto percebemos que não tínhamos como não atendê-lo.  Hoje nossa equipe do TJRR se sente agraciada vendo a aplicação desta verba. Acredito que essa dedicação da equipe do IML em proporcionar um atendimento de excelência pode realmente melhorar a situação das vítimas. Estamos felizes e agradecidos”, concluiu Shirlene Fraxe.

INVESTIMENTOS – Durante o evento, o delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso anunciou  a liberação de recursos de emenda parlamentar do deputado federal Hiran Gonçalves, na ordem de R$ 12 milhões  para a construção de uma nova sede do IML na Capital e, também uma sede do Instituto em Rorainópolis.

“Junto com o deputado Hiran Gonçalves que nos dedicou uma emenda de R$ 12 milhões, estamos iniciando o projeto para uma nova sede do IML, e até outras delegacias, para o próximo ano. Além disso, uma emenda do então deputado Remídio Monai, no valor de R$ 4,5 m,ilhoes já está sendo aplicadas para a construção do IML no Sul do Estado, em Rorainópolis. Todos estes investimentos foram pensados para melhorar o atendimento à população do nosso estado”, ressaltou.

SALA LILÁS – Instalada em Roraima desde o ano de 2016, a Sala é um espaço criado dentro do Instituto Médico Legal (IML) para prestar atendimento especializado e humanizado para vítimas de violência física e sexual.

O local é equipado para realizar exames periciais e possui uma equipe multidisciplinar composta por policiais, assistentes sociais, enfermeiras e estagiários para realizar os atendimentos especializados.

A ambientação mais acolhedora e aconchegante, serve de apoio para as vítimas e também para os filhos das vítimas, que estão em momentos de extrema fragilidade física e emocional.

ASCOM/PCRR

FOTOS: SECOM


FONTE:O PAINEL