1ª MOSTRA PICUÁ DE CINEMA E LITERATURA ABRE INSCRIÇÕES NA QUARTA-FEIRA

O evento será realizado nos dias 19 e 20 de novembro na Serra do Tepequém

Imagine uma mostra de cinema e literatura a céu aberto, com performances poéticas, movimentando artistas, produtores culturais e amantes da arte como um todo? Tudo isso no cenário privilegiado da Serra do Tepequém. Essa é a 1ª Mostra Picuá de Cinema e Literatura, que vai acontecer nos dias 19 e 20 de novembro, em Roraima, na Serra do Tepequém. O evento cumprirá todas as regras sanitárias de segurança exigidas no período.

A Mostra Picuá, contemplada pela Lei Aldir Blanc, busca criar oportunidade de renda aos profissionais do audiovisual, da literatura e do turismo de Roraima, além de criar empregos diretos e indiretos na Vila do Tepequém, oferecendo ao público em geral uma atmosfera de harmonioso convívio social em torno da arte, com acessibilidade, inclusão social e respeito ao meio ambiente. Idealizada pelo cineasta Thiago Briglia, a Mostra era um sonho antigo que surgiu de uma conexão pessoal com a Serra do Tepequém desde 2005, quando filmou o documentário “Picuá” registrando as alternativas sustentáveis que a comunidade estava buscando à época para se desenvolver para além do garimpo. “Conheci moradores, que estavam trabalhando com turismo, psicultura, artesanato em pedra sabão, foi uma experiência muito marcante, depois tive oportunidade de exibir o documentário lá na Serra e de exibir outros filmes posteriormente, então surgiu a ideia de realizar uma Mostra de cinema naquele cenário, tem tudo para ser uma linda experiência, uma linda vivência artística e cultural”, conta Thiago.

Com o lançamento da Lei Aldir Blanc, ele convidou o empresário Hélio Zanona, da Makunaima Soluções em Turismo para abraçar a ideia e realizarem o evento. “A nossa expectativa é através da Mostra Picuá estimular um entendimento de que a Cultura pode ser um fator de desenvolvimento local. Mostrar que a arte deve ser acessível a todos. E é de todos os benefícios que ela gera” diz Hélio.

Serão realizadas duas mostras competitivas no alto da Serra: de cinema, com filmes de até 25 minutos (curta-metragem), nas categorias ficção, documentário e animação, com prioridade para produções com temática ambiental e/ou sociocultural. “Vamos entregar prêmios de melhor filme, melhor fotografia, melhor montagem, melhor direção, melhor roteiro e melhor trilha sonora, com premiação em troféus e dinheiro. R$ 1.500,00 para cada categoria”, conta Thiago Briglia.

Já a mostra literária estrutura-se em duas modalidades: Escrita e Interpretação. Cada modalidade abrange duas categorias: Prosa e Poesia. Vinte (20) textos literários serão selecionados na modalidade Escrita, sendo 10 em cada categoria. “Esses 20 autores selecionados para a final da Mostra poderão escolher um interprete ou ser ele mesmo a fazer sua declamação ou performance artística, concorrendo ainda a um prêmio especial de interpretação”, explicou Vanessa Brandão, que faz parte da curadoria da Mostra Picuá.

A organização do evento já divulgou a premiação para escritores e poetas: 1º lugar irá receber R$ 2.500,00, o segundo lugar R$ 1.000,00, o terceiro lugar R$ 500,00, nas categorias Prosa e Poesia. Na modalidade interpretação (performance/declamação), serão pagos dois prêmios de R$ 1.000,00, sendo um para prosa e outro para poesia. Na mostra de cinema, o vencedor de cada categoria receberá prêmio de R$1.500, 00.

O nome do evento, Mostra Picuá, faz referência ao pequeno recipiente utilizado para guardar diamantes durante a atividade garimpeira, fortemente realizada na Serra do Tepequém até o fim da década de 1990. A Mostra Picuá de Cinema e Literatura propõe uma ressignificação do termo. Diante da impossibilidade de garimpar, a comunidade que ali habitava precisou se reinventar para seguir no sustento de suas famílias. Hoje o Picuá guarda uma simbologia histórica e cultural de uma época. A logomarca do evento, desenvolvida pelo designer Frederico Martins, faz alusão ao Picuá.

A importância de sempre deixar algum benefício para a comunidade após a realização de eventos no Tepequém foi destacada por Hélio Zanona. “Já estamos em conversa com a comunidade para decidir junto a eles o que podemos fazer. Assim fizemos nas três edições da corrida Tepequém Up e pretendemos continuar na Mostra Picuá. Pois a comunidade deve ser vista também como protagonista e estar sim envolvida nos processos de decisão. Pois assim como o evento gera benefícios, também gera alguns impactos que devem ser minimizados e isso tem que estar bem comunicado”, adianta Hélio.

O secretário de Estado da Cultura, Shérisson Bruno de Oliveira, destacou a importância do evento para a cultura e o turismo do estado. “Um evento destinado ao audiovisual e a literatura roraimense sendo realizado em um dos pontos turísticos mais importantes do nosso estado é de extrema importância para inserir Roraima cada vez mais em um cenário nacional e potencializar não apenas a produção cultural, mas também toda uma cadeia produtiva e econômica na região. O cinema roraimense, assim como a sua literatura possui características muito divergentes do restante do país, e por isso, pode contribuir com a pluralidade cultural em renome nacional. O governo de Roraima, tem cada vez mais, se sensibilizado para a produção cultural do estado já que durante a pandemia foi um dos setores mais atingidos”, disse.

Em acordo com as recomendações sanitárias de prevenção à Covid-19, o evento será realizado em espaço aberto e amplo, com a disponibilização de álcool em gel aos presentes e uso de máscaras. A organização da Mostra recomenda que só pessoas vacinadas contra Covid-19 participem do evento presencialmente. O projeto é apoiado pelo Governo do Brasil e pelo Estado de Roraima, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e do Fundo Estadual da Cultura, com recursos provenientes da ei federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020.

Oficinas

A organização da Mostra Picuá vai ofertar ainda duas oficinas com vagas prioritárias para a comunidade moradora da Vila do Paiva, no Tepequém. “Vamos realizar uma oficina de audiovisual e também uma de escrita criativa, visando estimular o interesse pela produção artística entre os moradores do Tepequém e demais participantes”, disse Briglia.

A comunidade da vila será diretamente envolvida na realização da mostra, sendo priorizada a mão de obra local. Jornada Cavalcante, responsável pela programação do evento, explica que a Mostra Picuá foi pensada de forma a integrar os espaços e atividades já existentes no Tepequém, como pousadas, restaurantes, passeios turísticos, pontos de venda de artesanato, etc., movimentando toda a cadeia do turismo local, sempre garantindo os cuidados necessários conforme a situação sanitária do período. Ela explica que as oficinas serão realizadas na escola da comunidade, com limite de 12 pessoas por oficina, sendo obrigatório o uso de máscara. “Teremos álcool em gel disponível, manteremos o distanciamento social seguindo todas as normas de biossegurança da OMS”, garantiu Jornada.

Mostra Sesc Infantojuvenil

A Mostra Picuá de Cinema e Literatura firmou, já em sua primeira edição, parcerias de peso para deixar sua programação ainda mais completa. O Sesc Roraima realizará o Panorama Infantojuvenil da 4ª Mostra Sesc de Cinema, trazendo filmes selecionados especialmente para crianças e adolescentes. “O Sesc traz como um de seus objetivos contribuir para a difusão e fortalecimento da produção artística audiovisual nacional, e aqui em Roraima realizaremos na Mostra Picuá de Cinema e Literatura com o panorama infantojuvenil, trazendo filmes selecionados na curadoria que está em andamento”, disse a diretora regional do Sesc e Senac Roraima, Lisiane Carnetti.

Inscrições

Os editais da 1ª Mostra Picuá de Cinema e Literatura estão disponíveis no site www.makunaimaexpedicoes/mostrapicua . As inscrições podem ser feitas de 1º a 30 de setembro de 2021.  Informações sobre o evento e agendamento de entrevistas podem ser feitos pelos números: (95) 98112-5870 e (95) 98402-9818.

Fonte:Assessoria