APROVADOS NO CONCURSO Policiais penais passam por perícia médica para serem empossados

Uma força tarefa montada pela Segad (Secretaria de Gestão e Administração), em parceria com a Sesau (Secretaria de Saúde) e Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) deu início nesta segunda-feira, 22, às perícias médicas dos 423 novos policiais penais aprovados no concurso público.

A ação conta com 13 médicos, sendo seis da Sesau e sete da junta médica da Segad. No primeiro dia foram atendidos 124 policiais. Nesta terça-feira, 23, mais 150. A expectativa é que o restante seja atendido até o final do dia desta quarta-feira, 24. O atendimento ocorre das 14h30 às 18h, na própria Segad.

A equipe de trabalho é mais uma determinação do governador Antonio Denarium, para acelerar o processo de posse dos novos agentes aprovados no certame.

“Estou cumprindo com o prometido. E mais do que isso, determinei a antecipação dessa fase, para que todos os aprovados no concurso tomem, de fato e de direitos, a posse como policiais penais”, disse Denarium.

A policial penal Jaqueline Reis entregou a documentação com os exames exigidos e disse estar ansiosa para assumir o cargo.

“Graças a Deus estamos na última fase do concurso com a entrega dos exames médicos. É uma fase muito importante para nossa aprovação. Estamos ansiosos por essa etapa, prevista para janeiro, mas, graças a Deus, tudo se encaminhou bem. Me sinto muito feliz. Depois de muitas etapas, finalmente, superamos e vencemos”, contou.

Segundo a coordenadora geral de Recursos Humanos do Governo, Socorro Pinheiro, a soma dos esforços e antecipação da etapa final viabiliza o processo.

“Por determinação do nosso governador, na pessoa do secretário Anselmo Gonçalves, com parcerias com a secretaria de saúde, do secretário Leocádio, com os médicos, do secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, com o corpo técnico, nessa última etapa pericial dos candidatos, para que eles tomem posse imediata e venham contribuir para o nosso estado e isso é muito positivo para o Estado, principalmente para a sociedade roraimense”, declarou.

Perícia Médica

Um dos coordenadores da junta médica, o médico Francisco das Chagas, explicou com detalhes a necessidade da aplicação desta etapa, que é eliminatória, a qual todos os candidatos devem passar pela perícia.

“Aqui estamos fazendo os exames clínicos e laboratoriais. E, claro, esses servidores serão policiais, então temos que observar todos os detalhes para identificar deformidades e tenham condições clínicas e físicas para trabalhar e exercer a atividade. O próximo procedimento é tomar posse”, informou.

SECOM RORAIMA