BONFIM: Polícia Civil prende homem acusado de estuprar e engravidar a filha

Os agentes do SIOP (Seção de Investigação e Operação) da Delegacia de Bonfim cumpriram nesta sexta-feira (30), o mandado de prisão preventiva contra o auxiliar de pedreiro P. L. S., 56 anos, acusado de estuprar e engravidar a filha de 15 anos de idade.
O caso foi denunciado pelo Conselho Tutelar, no dia 15 de julho deste ano e imediatamente, por determinação do delegado titular da Delegacia de Bonfim, Alberto Alencar, foi instaurado inquérito policial e realizadas várias oitivas, dentre elas a da vítima, para esclarecer os fatos.
“A adolescente foi acompanhada da mãe até o Conselho Tutelar, e contou que estava grávida de aprovação 5 meses e que o pai da criança seria um jovem de 22 anos que estava morando em Boa Vista, mas não sabia onde. Porém durante o seu depoimento na Polícia contou outra versão”, disse o delegado.Segundo o delegado, a adolescente relatou que nunca havia tido outro relacionamento, e que um dia o pai estava bebendo em um bar de sua propriedade e ao retornar para casa, deitou-se na rede em que ela estava, e o pai a estuprou.
“O pai e a mãe orientaram a adolescente sobre o que devia contar aos conselheiros tutelares. Inclusive ela esteve sempre próxima à mãe durante o depoimento no Conselho Tutelar, para a genitora assegurar que a menina contaria a versão combinada, e, assim, garantindo que o crime cometido pelo pai não fosse descoberto”, disse Alberto.
Alencar disse ainda que P. L., por várias vezes abusou da filha, e durante a prática fazia ameaças para que ela não contasse a ninguém o que acontecia e não usava preservativos, o que ocasionou a gravidez da menina.
“Ao perceber que a filha estava grávida, a mãe, que até então não sabia de nada, questionou a filha sobre quem seria o pai da criança. A adolescente confessou que o próprio pai era o responsável pela gravidez e a mulher levou a menina para fazer acompanhamento de pré-natal na unidade de saúde do município de Bonfim”, contou o delegado. Conforme o delegado a adolescente estava morando na casa do pai, e mesmo grávida estava sendo violentada por ele, inclusive com o conhecimento da mãe, e diante da gravidade da situação, o delegado representou pela prisão preventiva dos pais da adolescente, visando a imediata preservação da integridade da vítima.
O mandado de prisão em desfavor de P. L. S., foi deferido pelo juiz da Comarca de Bonfim, juiz Esdras Silva Pinto, e expedido no dia 28 de julho. A prisão da mãe da adolescente não foi acatada. Nesta sexta-feira o mandado foi cumprido pelos policiais civis de Bonfim. O acusado foi encaminhado para Audiência de Custódia, que manteve a prisão. Ele foi entregue na tarde de ontem na PAMC ( Penitenciária Agrícola de Monte Cristo).
O delegado faz um alerta às mães para que estejam atentas a casos de violência que possam ser praticados contra crianças e adolescentes. Segundo ele crimes desta natureza devem ser denunciados e os familiares não devem ser coniventes. Alencar frisou que não somente familiares, mas amigos ou até mesmo os vizinhos que tenham conhecimento de crimes desta natureza devem denunciar. “Não podemos permitir que os crimes de violência sexual contra mulheres sejam praticados e fiquem impunes, principalmente desta natureza em que o próprio pai estupra e engravida a filha. Nosso papel é investigar e resguardar a segurança e os direitos das vítimas”, concluiu Alencar.
SECOM
TEXTO: Ascom PCRR
FOTO: PCRR