China traça linha vermelha: Taiwan não terá independência

“Nunca toleraremos tentativas de buscar independência”, diz China sobre Taiwan.

Chinese and Taiwanese national flags are displayed alongside military airplanes in this illustration taken April 9, 2021. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration
O regime comunista da China acredita que o governo de Taiwan está trabalhando com nações estrangeiras em busca da independência formal.
Ma Xiaoguang, porta-voz do Escritório de Assuntos de Taiwan da China, deixou claro que Pequim não aceitará que isso aconteça.
Segundo a agência Reuters, nesta quarta-feira (16), Xiaoguang foi enfático:

“Nunca toleraremos tentativas de buscar independência ou intervenção arbitrária na questão de Taiwan por forças estrangeiras, então precisamos dar uma resposta forte a esses atos de conluio.”

A declaração do representante chinês foi proferida após a maior incursão militar chinesa no espaço aéreo de Taiwan da história.
28 aeronaves da força aérea chinesa, incluindo caças e bombardeiros com capacidade nuclear, invadiram a região na última terça-feira (15).
Como noticiou a Renova, a ação militar foi uma resposta ao comunicado do G7 em apoio a Taiwan, ilha que é considerada pelo Partido Comunista Chinês (PCCh) como parte do regime.

Por Renova Midia