Conversa íntima de desembargadores vaza: ‘A loira é do Xisto’

‘Vou levar as duas lá para você ver. Uma para você e uma para o Xisto’, disse desembargador do Paraná

Sem perceberem que estavam ao vivo na internet, desembargadores do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) foram gravados em meio a uma conversa íntima, na qual supostamente referem-se a mulheres. O caso foi divulgado pelo portal Metrópoles (vídeo abaixo).

O diálogo pessoal entre os desembargadores ocorreu durante sessão da 1ª Câmara Criminal, na quinta-feira 25. A conversa foi gravada e transmitida ao vivo pelo canal do TJPR no YouTube. Nesta sexta-feira, 26, o vídeo já não estava mais disponível.

O presidente do colegiado, desembargador Paulo Edison de Macedo Pacheco, perguntou ao desembargador aposentado Antônio Loyola Vieira se ele foi a um determinado local, sem especificar onde seria.

Loyola respondeu que não pôde ir, mas tentaria estar presente no dia seguinte. Depois, Pacheco diz: “Vou levar as duas lá para você ver. Uma para você e uma para o Xisto. A loira é do Xisto”.

De repente, uma pessoa não identificada alerta o presidente que a sessão está ao vivo, como mostra o vídeo divulgado pelo Metrópoles.

Xisto é um terceiro desembargador: Adalberto Jorge Xisto Pereira. Ele também integra a 1ª Câmara Criminal do TJPR. Apesar de ser citado pelos colegas, Xisto não apareceu durante o diálogo.

Questionada, a assessoria do TJPR disse que não irá comentar o caso: “O Tribunal de Justiça acompanha o caso e, por enquanto, não vai comentar o assunto”.

Sobre o desembargador aposentado Loyola, o tribunal esclareceu que ele não participou da sessão da 1ª Câmara Criminal. “Ele ingressou antes de a sessão começar apenas para rever os colegas da Câmara”, pontuou.