Estácio prorroga até dia 25 atendimento para declaração de imposto de renda

Com a mudança no prazo final para entrega da declaração de Imposto de Renda 2021 para o dia 30 de maio, o Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) do Centro Universitário  Estácio da Amazônia também vai continuar atendendo a comunidade para tirar dúvidas sobre o preenchimento dos dados no sistema da Receita Federal até o próximo dia 25. 

Conforme o coordenador do NAF, Eduardo Merlim, apenas o horário de atendimento presencial precisará ser reduzido, passando para 16h às 18h. Mas os contribuintes podem tirar suas dúvidas no atendimento online por meio do telefone (95) 981270-1201.

Até o momento, o Núcleo já realizou mais de 150 atendimentos, incluindo contribuintes da capital e Interior, de moradores dos municípios de Uiramutã, Bonfim, Cantá, São Luís do Anauá, Caracaraí e Normandia. O professor lembra que o serviço gratuito do Núcleo Fiscal da Estácio é voltado para contribuintes que receberam em 2020 rendimentos de até R$40 mil. Este ano, terá ainda orientações aos beneficiários do auxílio emergencial, pago pelo Governo Federal por conta da pandemia da Covid-19.

Para receber atendimento presencial, os contribuintes precisam agendar um horário pelo telefone (95) 981270-1201. A Estácio está seguindo todas as normas de segurança sanitárias vigentes e o uso da máscara é obrigatório. O NAF está localizado no campus da Estácio, na rua Jornalista Humberto Silva, 308, bairro União.

REGRAS 2021

A entrega da declaração de imposto de renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos acima de R$28.559,70, somadas todas as fontes. Essas fontes podem ser desde salário, aposentadoria ou aluguéis. Outra obrigatoriedade é para quem ganhou mais de R$40 mil isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte. Esses casos podem ser, por exemplo, o recebimento de indenização trabalhista, saque do FGTS ou rendimentos de poupança.

Quem obteve ganho com venda de bens, como imóveis, sujeito à incidência do imposto; comprou ou vendeu ações na Bolsa; ou recebeu mais de R$142.798,50 em atividade rural ou teve prejuízo rural a ser compensado em 2020 ou nos próximos anos também precisa fazer a declaração deste ano.

Eduardo Merlim lembra aos contribuintes que terão direito a receber restituição que não podem esquecer de informar a conta bancária, seja corrente ou poupança, em sua titularidade. Segundo ele, a previsão é que o primeiro lote saia no dia 31 de maio. Os idosos e as pessoas que entregam a declaração no início do prazo acabam sendo os primeiros a receber as restituições.

Assessoria