Infectologista americano diz ter salvado quase 200 pacientes com ivermectina

O médico infectologista Louis Safranek disse em entrevista na última terça-feira (27) à KETV de Omaha, Nebraska, que tratou quase 200 pacientes com a ivermectina combinada com outros agentes. De acordo com o médico, nenhum deles “morreu ou terminou em um respirador”.

Safranek é formado na Harvard Medical School e tem 40 anos de experiência com doenças infecciosas.

“Eu normalmente uso [a ivermectina] em combinação com outros agentes. Mas eu a prescrevo para praticamente todos os pacientes que vêm a mim, como parte de um regime de tratamento que eu acho que é eficaz para as pessoas”, disse o infectologista.

Carrol Burrell, uma idosa de 80 anos, foi paciente do Dr. Safranek. Ela foi infectada pela Covid-19 mesmo depois de ter sido vacinada.

“Eu estava melhor no dia seguinte, não bem, mas melhor e a cada dia eu ficava melhor. E agora superei isso”, disse Burrel, após fazer o tratamento com ivermectina.

O tratamento foi aplicado em pacientes leves e moderados, mas a ivermectina já demonstrou eficácia em pacientes graves.

A Queen Mary University of London publicou um estudo no dia 12 de julho mostrando que o uso da ivermectina foi ligado a uma diminuição de 90,7% na mortalidade de pacientes na fase grave da Covid-19.

Fonte:O Painel