Jovem é assassinado a tiros pelo amante da esposa ao flagrá-los em motel de luxo em Boa Vista

Um jovem identificado como Serginaldo de Souza Nascimento, de 26 anos, foi assassinado a tiros ao flagrar a esposa, de 24, saindo de um motel de luxo com um um empresário, 41, em Boa Vista. O suspeito era amante da mulher da vítima, segundo a Polícia Militar. O crime foi nessa segunda-feira (18), por volta de 14h40.

Serginaldo foi atingido por dois tiros no tórax e morreu na frente do motel, que fica no bairro Cententário, zona Oeste de Boa Vista.

Ele chegou no motel, ficou do lado de fora e, quando viu a mulher saindo com o empresário, saiu do carro que estava, relatou o gerente do estabelecimento para a Polícia Militar.Ao sair do veículo, Serginaldo foi baleado com os dois tiros. Após isso, o empresário e a jovem fugiram no carro dela. A PM encontrou no local do crime duas munições deflagradas calibre .40.

Homicídio foi em frente a um motel de luxo na zona Oeste de Boa Vista — Foto: Reprodução/Instagram/Diariororaimense
Homicídio foi em frente a um motel de luxo na zona Oeste de Boa Vista — Foto: Reprodução/Instagram/Diariororaimense

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado, mas o jovem não resistiu e morreu ainda no local, em frente ao motel. Ele era garimpeiro, segundo a PM.

Um amigo de Serginaldo esteve no local do crime. Conforme a PM, ele disse que o amigo sabia que a mulher tinha um caso extraconjugal com o empresário. Esse amigo foi ao local porque a própria jovem ligou para ele dizendo que o amante havia atirado no marido dela.

Esse mesmo amigo também relatou à PM que antes de se relacionar com Serginaldo a jovem havia sido casada com o empresário, mas que tinha se separado dele para ficar com o que morreu.

A jovem foi encontrada em casa pela PM, mas por orientação do advogado não deu nenhuma declaração. O empresário suspeito do homicídio ainda não foi localizado.

O corpo de Serginaldo foi removido pelo Instituto Médico Legal. O crime foi registrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil e deve ser investigado pela Delegacia Geral de Homicídios (DGH).

Por g1 RR — Boa Vista