MERENDA ESCOLAR Governo inicia abastecimento das escolas para ano letivo 2022

O abastecimento das escolas ocorre de forma periódica. A cada 20 dias são entregues os alimentos não perecíveis, enquanto que os itens perecíveis são distribuídos a cada 10 dias.

O Governo de Roraima iniciou nesta semana a distribuição dos gêneros alimentícios para abastecer as escolas e atender os estudantes com a alimentação escolar no ano letivo 2022, previsto para iniciar no próximo dia 7 de fevereiro.

“Nossa gestão tem proporcionado além de um espaço de aprendizagem adequado com investimentos em reformas, revitalizações e entrega de mobiliários, uma alimentação escolar de qualidade. Acreditamos que ações como essas, contribuem para que o aluno tenha um pleno desenvolvimento e sucesso escolar”, ressaltou o governador Antonio Denarium.

O abastecimento das escolas ocorre de forma periódica. A cada 20 dias são entregues os alimentos não perecíveis, enquanto que os itens perecíveis são distribuídos a cada 10 dias.

As escolas estão recebendo produtos como macarrão, feijão, arroz, sardinha em conserva, peixe, carne bovina, achocolatado, leite em pó, biscoitos, açúcar, suco e entre outros. Foram investidos R$ 6.372.624,97, com recursos do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

“Agradeço em nome de toda a escola pelo compromisso do Governo do Estado que está antecipando a entrega da merenda escolar. Atitudes como essa, tem fortalecido a nossa confiança no Governo, pois são coisas que não aconteciam em gestões anteriores. Houve momentos que começávamos as aulas e os alimentos não tinham sido entregues. Mas isso ficou no passado”, relembra José Adilson dos Santos, gestor da Escola Estadual Vereador Francisco Pereira Lima, localizada no munícipio de Mucajaí, que já está com a dispensa devidamente abastecida.

As escolas também vão receber gêneros da agricultura familiar

 

Segundo Naicon Rodrigues, diretor do DAE (Departamento de Apoio ao Educando) da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), setor responsável pela distribuição dos gêneros alimentícios, ao longo do ano serão realizadas outras aquisições de alimentos, incluindo produtos da agricultura familiar.

“Iniciamos as entregas pelas escolas do sul do Estado. Depois vamos distribuir para as unidades escolares indígenas e as localizadas nos demais municípios do interior. Todas também vão receber gás de cozinha”, destacou Naicon.

Escolas localizadas em áreas de difícil acesso, ou seja, em áreas em que só é possível chegar por via aérea, também vão receber os produtos para o preparo da merenda. Há sete anos não chegava a alimentação nessas localidades.

“Em 2021, o Governo de Roraima contratou horas de voo e a Seed realizou entrega de alimentos nestas escolas, garantindo aos estudantes o direito educacional básico da merenda escolar”, explicou Naicon.

Governo contrata merendeiros e equipa copas e cozinhas das escolas

Para garantir a oferta de uma merenda escolar de qualidade, o Governo do Estado está contratando 521 profissionais de copa e cozinha (merendeiros), sendo 248 para atender escolas da capital e interior, (já contratados e lotados) e outros 273 para as escolas indígenas, que estão assinando contrato nesta semana.

Após a lotação, os merendeiros vão passar por capacitação para melhor atender os estudantes na manipulação e no preparo da alimentação escolar. Além disso, o Governo também iniciou a distribuição de novos eletrodomésticos que não chegavam há mais de 15 anos nas escolas.

Estão sendo entregues fogões, freezers, geladeiras, liquidificadores, além de bebedouros e kits refeitório. Os equipamentos vão otimizar as atividades de rotina nas cozinhas das unidades educacionais e garantir um melhor armazenamento dos produtos.

SECOM RORAIMA