MUNDO 79 mil australianos relatam reações causadas pela vacina contra o Covid, governo deverá distribuir US $600 mil em indenizações

O jornal 7News Australia informou na sexta-feira (31) que 79 mil pessoas sofreram efeitos colaterais graves da injeção de COVID, e o governo está preparado para distribuir mais de US $ 600 mil em compensação para algumas vítimas. “Agora, o governo federal está oferecendo uma indenização para qualquer pessoa que tenha ficado gravemente doente”, disse o repórter do 7News. O jornal descreveu como algumas pessoas desenvolveram pericardite e miocardite logo após a injeção.

“Estima-se que 79 mil pessoas sofreram reações adversas às vacinas. Agora o governo está oferecendo uma compensação. Reivindicações abaixo de $ 20 mil precisarão de comprovação médica. Reivindicações acima de $ 20 mil serão avaliadas por uma equipe de especialistas jurídicos. O valor mais alto será reservado apenas para os casos mais graves ”, explica o relatório.

O especialista em direito médico Daniel Opare disse que as despesas para lidar com as reações adversas da injeção podem ser caras. “Se você sofre de pericardite, pode sair do bolso, pode ter que ver um cardiologista, pode precisar de procedimentos, então é definitivamente apropriado que haja um esquema de vacinação lá para compensar essas pessoas”, disse ele . Mas, mesmo para fazer uma reclamação, as vítimas devem ter passado pelo menos uma noite no hospital.

MUNDO79 mil australianos relatam reações causadas pela vacina contra o Covid, governo deverá distribuir US $600 mil em indenizaçõesPublicado 11 horas atrás em 03/01/2022Por Joyce Brito Banco de imagens O jornal 7News Australia informou na sexta-feira (31) que 79 mil pessoas sofreram efeitos colaterais graves da injeção de COVID, e o governo está preparado para distribuir mais de US $ 600 mil em compensação para algumas vítimas. “Agora, o governo federal está oferecendo uma indenização para qualquer pessoa que tenha ficado gravemente doente”, disse o repórter do 7News.

O jornal descreveu como algumas pessoas desenvolveram pericardite e miocardite logo após a injeção. “Estima-se que 79 mil pessoas sofreram reações adversas às vacinas. Agora o governo está oferecendo uma compensação. Reivindicações abaixo de $ 20 mil precisarão de comprovação médica. Reivindicações acima de $ 20 mil serão avaliadas por uma equipe de especialistas jurídicos. O valor mais alto será reservado apenas para os casos mais graves ”, explica o relatório.

O especialista em direito médico Daniel Opare disse que as despesas para lidar com as reações adversas da injeção podem ser caras. “Se você sofre de pericardite, pode sair do bolso, pode ter que ver um cardiologista, pode precisar de procedimentos, então é definitivamente apropriado que haja um esquema de vacinação lá para compensar essas pessoas”, disse ele . Mas, mesmo para fazer uma reclamação, as vítimas devem ter passado pelo menos uma noite no hospital.

Até o momento, mais de 10 mil australianos procuraram o governo solicitando a compensação por efeitos colaterais. A compensação começa em US $ 5 mil, o que implica que, se todas as reivindicações forem atendidas, o programa custará aproximadamente US $ 50 milhões. De acordo com seu site, a Administração de Produtos Terapêuticos da Austrália obteve mais de 79 mil relatórios de efeitos colaterais prejudiciais de 36,8 milhões de doses de vacinas. Braço dolorido, dor de cabeça, febre e calafrios são os efeitos colaterais mais comumente relatados. O CDC atualizou seu site em novembro de 2020 para incluir miocardite e pericardite como possíveis reações adversas da vacina, mas ainda recomenda que todas as pessoas com mais de 5 anos de idade recebam a injeção.

 

Por Joyce Brito /horabrasilia.com.br