Por que razão os gatos fazem ‘massagens’ com as patas? A ciência explica

Cientistas que estudam o comportamento felino creem que esta ação de ‘amassar’ ou ‘massajar’ com as patas é indicadora de um gato calmo e relaxado.
Por que razão os gatos fazem 'massagens' com as patas? A ciência explica

Já viu o seu gato a mexer as patas dianteiras para frente e para trás antes de se acomodar para dormir? questiona Julia Albright, professora associada de medicina veterinária da Universidade do Tennessee, num artigo da sua autoria publicado pela CNN.

Segundo Albright, cientistas que estudam o comportamento felino creem que esta ação de ‘amassar’ ou ‘massajar’ com as patas é indicadora de um gato relaxado. Muitas vezes, enquanto ‘massajam’ ronronam – mostrando como estão confortáveis e enfim, felizes.

Leia Também: Confinamento tornou gatos mais carinhosos e carentes, diz estudo

Este ‘amassar’ geralmente acontece perto das pessoas preferidas do animal. Sendo assim uma forma de mostrar carinho, de dizer que gostam dos humanos que os rodeiam.

Gatinhos recém-nascidos, começam com o movimento das patas logo após o nascimento, explica a veterinária. Um gato bebé ‘amassa’ o abdómen da mãe como forma de lhe dizer que tem fome e está pronto para mamar.

Já o ronronar é um sinal para chamar atenção.

Ou seja, esses dois comportamentos, são a forma das crias pedirem às mães que fiquem quietas para que possam continuar a mamar. Os filhotes geralmente adormecem enquanto mamam, explica Albright.

Contudo, se o desmame ocorre por volta dos dois meses de idade. Então, porque é que os gatos continuam a fazer estas ‘massagens’ características na idade adulta?

O ato de ‘amassar’ o piso parece ser mais comum em alguns felinos do que em outros. A veterinária afirma que se o seu gato não ‘massaja’, tal pode significar que este pode estar stressado ou por outro lado, pode ser que o bichano demostre estar calmo ou afeto de outros modos.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO