Série espanhola da Netflix mistura drama do cotidiano, romance e uma pitada de comédia

Além de nos trazer uma ótima reflexão sobre o amor.

Valéria estreou em maio e já conquistou o público e a crítica. A série espanhola é inspirada no Livro de mesmo nome da autora Elisabet Benavent. A história conta sobre a vida da escritora Valéria e de suas outras três amigas Lola, Carmen e Nerea, que estão chegando na casa dos 30 anos e que estão lidando com todos os desafios dessa fase da vida. Nos primeiros minutos da trama é muito fácil identificar que se assemelha muito a aclamada série da HBO SexandTheCity, tanto as personagens quanto boa parte do enredo lembra um pouco a trama nova-iorquina. Apesar disso Valéria, tem sua própria personalidade e acerta ao retratar situações reais da vida real.

No inicio vemos a protagonista Val, lidando com uma crise em seu processo criativo para produção de seu próximo livro, além de lidar com a crise que enfrenta em seu casamento. Ao desenrolar da trama vemos como é feito um belo retrato do amor e na forma como ele começa e termina, passando por momentos difíceis do relacionamento até o momento crucial para o termino. A partir do terceiro episódio a história fica ainda mais interessante e somos envolvidos pelos dramas da vida da protagonista e das demais personagens, que por sinal são mulheres completamente diferentes entre si, e que nos faz ter diversas situações. Vale lembrar também, que é abordado dramas da vida real como a infidelidade, amores impossíveis e homossexualidade.

A produção apostou em recursos visuais imersivo (quando mensagens de texto dos celular aparecem na tela) e na própria construção visual dos figurinos e cenários. É impossível não assistir a série e não ficar com vontade der ir tomar uma cerveja pelas ruas de Madrid. O final definitivamente não foi o ponto alto da série, porém, temos um gancho para uma possível continuação que é dada quase como certa para uma segunda temporada, já que é inspirada em uma sequencia de livros.

Por: Bruna Gomes