MÊS DA MULHER-Ação Social no Instituto de Identificação superou a expectativa

Inicialmente o atendimento seria para beneficiar 80 mulheres, mas 110 foram atendidas; Polícia Civil pretende realizar novas ações aos sábados

Atendimento diferenciado às mulheres no Instituto de Identificação

A primeira ação social realizada pela PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), para atender, de forma diferenciada a 80 pessoas, numa programação alusiva à Semana da Mulher, superou as expectativas. Dos 100 agendamentos, ocorreram 15 faltas, no entanto foram encaixadas outras mulheres e ao todo 111 foram atendidas, sendo que 58 tiraram a segunda via e 53 a primeira via da Carteira de Identidade.

A proposta da Polícia Civil foi contribuir por meio da de uma ação social, para emissão de primeira e segunda via da Carteira de Identidade exclusivamente para o público feminino. Foi realizado um pré-agendamento na semana anterior, mas com apenas três dias já não tinha mais vagas.

Segundo o delegado-geral adjunto de Polícia, João Luiz Evangelista, a procura pelo documento foi muito grande, o que aponta a necessidade da Instituição em ofertar outras ações similares para auxiliar o público que precisa de um atendimento diferenciado.

“Uma equipe foi treinada para poder fazer o atendimento no sábado e a procura foi muito grande. Nossa ideia é realizarmos essas ações em outros dias, sempre comunicando à população de forma antecipada como forma de contribuir para que possa ter acesso facilitado ao documento”, disse.

A comerciante Patrícia da Silva Rocha, de 37 anos, é moradora do município do Cantá. Ao ser informada sobre a ação, ela disse que não teve dúvidas de que era a oportunidade que precisava para trocar seus documentos.

“Eu aproveitei para tirar a segunda via e já trouxe minha filha para tirar sua identidade também. Como moramos mais distante, é sempre mais difícil vir a Boa Vista, enfrentar fila para ser atendida. Com a ação foi rápida, fiz agendamento, marquei o horário e não tive nenhum problema. Estão de parabéns e que continuem, para que outras pessoas sejam beneficiadas”, observou.

A aposentada Marivânia Lima, de 63 anos, disse que sua Carteira de Identidade tinha mais de dez anos e precisava ser trocada.

“Vi pelo Facebook que a Polícia Civil iria fazer essa ação e já procurei o Instituto de Identificação para fazer meu agendamento. Tinha meses que precisava fazer a troca do documento, mas ao longo da semana ficava difícil. Esse atendimento aos sábados é muito importante para quem tem uma vida corrida ao longo da semana”, disse.

Para o diretor do Instituto de Identificação, Amadeu Triani, a ação alcançou o objetivo devido ao agendamento prévio.

“Com o agendamento prévio, evitamos tumultos. As mulheres tiveram um atendimento diferenciado, com mais conforto. Com essa iniciativa da Delegacia Geral, a nossa meta é darmos continuidade para que outras ações como esta sejam realizadas”, destacou.

ASCOM PCRR

Foto: Eides Antonelli