Brasil quer dobrar participação logística das ferrovias até 2025

Brasil tem 15% de participação do transporte ferroviário no tráfego de grandes volumes.

O secretário Nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura, Marcello Costa, afirmou que as metas de transformação da logística do Brasil são amplas e contemplam medidas estratégicas de longo prazo.

Os objetivos do governo Jair Bolsonaro de revolução na logística do país constam no Planejamento Nacional de Logística (PNL), um documento que visa aperfeiçoar e otimizar a forma como produtos entram e saem dos estados e chegam às rotas de exportação nos portos.

Os planos atuais estimam mais do que dobrar a participação do modal ferroviário do país no período de 2018 a 2025: Em entrevista à Agência Brasil, Costa declarou:“O objetivo é chegar a 31, 32% de participação ferroviária na logística brasileira.”

O Brasil conta com apenas 15% de participação do transporte ferroviário no tráfego de grandes volumes de mercadoria e insumos. As rodovias, por outro lado, têm cerca de 65% de participação.

Costa prometeu que o governo entregará, antes do fim do atual mandato, as metas de evolução do setor até 2050:

“As metas são coerentes com o planejamento de uma ferrovia. Uma ferrovia demora cerca de uma década para ficar pronta, e é operada durante 20, 30 anos. Esse horizonte de planejamento é razoável.”

Fonte:Renova Midia