Comunicado da RenovaMídia sobre pedido para quebra de sigilo bancário

Nota oficial sobre pedido da CPI da Pandemia para quebra de sigilo bancário.

Acerca do pedido de quebra do sigilo bancário encaminhado pelos senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Humberto Costa (PT-SP) à CPI da Pandemia, a RenovaMídia vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

Criada por um casal de brasileiros que entendeu a necessidade de renovação na imprensa brasileira e decidiu transformar este sonho em realidade, a RenovaMídia é uma iniciativa jornalística de pequeno porte, com sede em João Pessoa, capital da Paraíba.

A nossa breve história comprova que a empresa jamais disseminou fake news, principalmente em um momento tão crítico como a pandemia do novo coronavírus.

Além disso, quaisquer erros em reportagens, que são normais no jornalismo, podem ser apontados por leitores através de uma área específica do nosso portal.

Mesmo com a empresa contando com um canal de comunicação aberto e de todas as informações da empresa serem públicas, não houve nenhuma tentativa de contato feita pelos parlamentares antes de incluir o nome do webdesigner da RenovaMídia no controverso requerimento.

O pouco conhecimento que temos sobre o pedido apresentado pelos senadores à CPI da Pandemia foi obtido através de reportagens de veículos nacionais de informação, o que evidencia a obscuridade da medida.

Apesar do uso do termo fake news no requerimento, os autores do pedido não especificam quais notícias mentirosas foram publicadas pela RenovaMídia para justificar uma atitude tão invasiva.

Então, com base neste cenário, fica claro que tal requerimento trata-se de uma acusação genérica que tem dois objetivos claros: intimidar um jornal independente e cercear a liberdade de imprensa no Brasil.

Fundada em 15 de março de 2017, a RenovaMídia mantém uma cobertura em tempo real dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.

A nossa missão sempre foi oferecer um fluxo constante de informação, prezando pela qualidade e transparência, sem imposição de ponto de vista, permitindo, desta forma, que os leitores formem suas próprias opiniões.

Prometemos continuar com este trabalho apesar do conturbado e perigoso cenário nacional, onde jornalistas são perseguidos por parlamentares, com o apoio daqueles que alegam agirem em defesa da democracia e da liberdade de expressão.

Por Renova Midia