Mecias de Jesus e mais 12 senadores votam contra o marco legal do saneamento

A proposta, entre outras medidas, prevê coleta de esgoto para 90% da população até o fim de 2033.

Em votação realizada na noite dessa quarta-feira (25), no Senado, foi a provado o marco legal do saneamento básico. A proposta facilita o aumento da participação privada na prestação do serviço e prevê coleta de esgoto para 90% da população até o fim de 2033. A proposta em votação reúne pontos de duas MPs, de um projeto do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) e de um texto encaminhado pelo governo à Câmara no ano passado.

O novo marco legal foi aprovado pela Câmara dos Deputados em dezembro do ano passado. No Senado, 13 senadores votaram contra a aprovação do Marco legal do saneamento básico.

Confira os nomes, partidos e estados dos 13 senadores

  1. Sérgio Petecão (PSD-AC)
  2. Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
  3. Jaques Wagner (PT-BA)
  4. Eliziane Gama (Cidadania-MA)
  5. Weverton Rocha (PDT-MA)
  6. Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)
  7. Paulo Rocha (PT-PA)
  8. Humberto Costa (PT-PE)
  9. Jean-Paul Prates (PT-RN)
  10. Zenaide Maia (PROS-RN)
  11. Paulo Paim (PT-RS)
  12. Mecias de Jesus (Republicanos-RR)
  13. Rogério Carvalho (PT-SE)
Fonte:O Painel
Foto:Senado Federal