Migrações: 600 pessoas apinhadas em dois camiões resgatadas no México

Cerca de 600 migrantes de 12 países da América Central e também de África e da Ásia foram resgatados no México quando viajavam apinhados em dois camiões, informaram hoje fontes oficiais mexicanas.
Migrações: 600 pessoas apinhadas em dois camiões resgatadas no México

O Instituto Nacional de Migrações (INM) detalhou que se trata de 145 mulheres e 455 homens, resgatados no estado de Veracruz, no sudeste do México, oriundos a maioria da Guatemala (401), Honduras e Nicarágua, mas também do Bangladesh (37), Gana, Índia, Camarões e outros países.

Viajavam “apinhados” nos contentores transportados por dois camiões, descreveu o responsável local da Comissão de Direitos Humanos, Tonatiuh Hernandez.

“Há crianças, mulheres grávidas, pessoas doentes”, acrescentou Hernandez, dizendo que nunca ali se viram tantos migrantes de uma só vez.

O fluxo de pessoas indocumentadas dos países pobres da América Central para os Estados Unidos, atravessando o México, tem aumentado desde a chegada de Joe Biden à Casa Branca, em 20 de janeiro, e face à sua promessa de os tratar de forma mais humana do que o seu antecessor na presidência dos Estados Unidos, Donald Trump.

Mais de 190.000 migrantes foram contabilizados pelas autoridades mexicanas entre janeiro e setembro, três vezes mais do que em 2020. Cerca de 74.300 pessoas foram deportadas para os países de origem.

Os Estados Unidos registaram a entrada ilegal de 1,7 milhões de pessoas que atravessaram a fonteira do México para o seu território entre outubro de 2020 e setembro passado, um recorde segundo as estatísticas oficiais.

Por LUSA