Pai flagra filha de sete anos gravando vídeo íntimo para enviar a homem de 27 anos

Suspeito é conhecido da família da vítima e morava de favor na casa há alguns meses, na zona Oeste de Boa Vista

Um homem de 27 anos está sob investigação da Polícia Civil por suspeita de estupro de vulnerável. A vítima é uma garota de sete anos que foi encaminhada para exame de conjunção carnal no Instituto de Medicina Legal. O caso foi comunicado à polícia na noite dessa sexta-feira (10) pela mãe da criança. Antes, a mulher procurou o Conselho Tutelar e fez a denúncia. A conselheira de plantão acompanhou mãe e filha até a delegacia e apresentou a denúncia formal.   

Roraima em Tempo apurou com uma fonte da polícia, que o suspeito é conhecido da família da vítima e morava de favor na casa há alguns meses, na zona Oeste de Boa Vista, mas ninguém desconfiou do assédio dele com a criança. O crime foi descoberto nessa sexta-feira pelo pai da vítima, após flagrar a filha fazendo um vídeo com o celular, tocando em suas partes intimas.

O pai perguntou o que estava acontecendo e apesar de tentar negar, a garota acabou confessando ao pai que o suspeito lhe ensinou a fazer o vídeo e enviar para ele. Ainda segundo a criança revelou, o amigo da família já tinha tocado em suas partes íntimas e mostrava vídeos eróticos para ela.

Todo o conteúdo do relato da criança foi repassado para a delegada de plantão, que despachou o boletim de ocorrência ao Núcleo de Proteção da Criança e Adolescente (NPCA) da Polícia Civil, para investigar o caso e colher os depoimentos da vítima e de familiares. Também interrogar o suspeito.

Fonte: Nonato Sousa