POR 30 HORAS Servidores de Boa Vista decidem manter paralisação

Os projetos de lei apresentados pelo prefeito nesta terça-feira (30) não atendem as demandas da categoria; os trabalhadores continuam cobrando 30 horas semanais

Os cuidadores da educação municipal e servidores da Secretaria de Gestão Social decidiram manter a paralisação marcada para o dia 1º de dezembro, quarta-feira. A decisão ocorreu numa reunião extraordinária na noite desta terça-feira, 30 de novembro, na sede do Sitram (Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Boa Vista). O ato reivindicatório deve ocorrer em frente à Prefeitura Municipal de Boa Vista a partir das 7h30.

Os projetos de leis apresentados pelo prefeito Arthur Henrique Brandão nesta terça-feira (30) não atendem as reivindicações dos cuidadores. “Não foi publicado nenhum decreto e não há nenhum projeto de lei na Câmara Municipal de Boa Vista referente às 30 horas semanais para os servidores”, informou Sueli Cardozo, presidente do Sitram. A dirigente esteve na sede do poder legislativo municipal com representantes da categoria para apurar os fatos.

O Sitram defende a contração de mais trabalhadores para atender a pauta das 30 horas. Em reunião, os cuidadores não concordam de serem substituídos por professores. “Esses profissionais que atuam com crianças especiais no ensino fundamental discordam do remanejamento para atuarem em casas mãe, pois prestaram concurso para essa função”, esclareceu Sueli.

A proposta de remanejamento foi do prefeito. O chefe do executivo ainda propôs a implantação das 30 horas só em março de 2021, o que frustrou os trabalhadores.

PARALISAÇÃO CUIDADORES E SERVIDORES DA SEMGES

DATA: 01/12/2021 – QUARTA-FEIRA

HORÁRIO: 7H30

LOCAL: EM FRENTE À PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA VISTA (PALÁCIO 9 DE JULHO – RUA GENERAL PENHA BRASIL, 1011, SÃO FRANCISCO)



Fonte:Assessoria de Comunicação do Sitram (Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Boa Vista)