‘Round 6’, sucesso na Netflix, demorou 10 anos para sair do papel

‘Round 6’ é um fenômeno mundial. A série estreou na Netflix no dia 17 de setembro e logo se tornou uma sensação. Ela conta a história de pessoas desesperadas, que aceitam participar de brincadeiras misteriosas em troca de um prêmio em dinheiro. Mas não foi fácil levar isso para as telas. A produção demorou uma década inteira para sair do papel.

O processo de criação foi bastante longo e difícil para Hwang Dong-hyuk, criador e diretor de ‘Round 6’. Ele começou a escrever a série em 2008, após conceber a ideia. Na época, ele frequentava lojas de quadrinhos. Lendo as HQs, surgiu a ideia de criar algo parecido com uma graphic novel ambientada na Coreia. Enfim, em 2009, ele terminou o roteiro. Na ocasião, como diretor de cinema, Hwang pensava em fazer um filme.

Só que ele precisou arquivar a ideia, ainda em 2009. O diretor emendou trabalhos de sucesso, com os filmes ‘Silenced’ (2011), ‘Miss Granny’ (2014) e ‘The Fortress’ (2017). “A história parecia muito diferente e violenta para a época. Houve quem considerasse a premissa complexa demais e difícil de vender. Não consegui investimento suficiente e escalar o elenco foi difícil. Fiquei nesse processo por cerca de um ano, mas tive que deixar tudo de lado”, contou.

Finalmente, dez anos depois de escrever o roteiro, Hwang Dong-hyuk conseguiu colocar a ideia em prática. Segundo ele, a Netflix deu total liberdade criativa para que trabalhasse ‘Round 6’ como quisesse. Assim, ele agarrou a oportunidade e expandiu a história, transformando o que seria um filme em série.

Round 6 - Netflix
A série ‘Round 6’ estreou no dia 17 de setembro e logo conquistou fãs ao redor do mundo. Imagem: Netflix/Divulgação

E foi durante a produção que outros aspectos surgiram. Diferente de muitos filmes e séries de sobrevivência, ‘Round 6’ usa uma estética colorida e cenários em larga escala, para levar ao público a um mundo que pareça realista. “Nós criamos os lugares para fazer os espectadores pensarem nas intenções ocultas do jogo de Round 6″, explicou Chae Kyoung, diretora de arte.

Com os grandes cenários, foi possível dar mais realismo às emoções dos atores. “Tentei simular o clima dos playgrounds para que os atores sentissem que estão realmente brincando ali. Acredito que esse tipo de cenário deixa a performance dos atores mais realista”, explicou Hwang.

Outro detalhe importante é a escolha proposital das brincadeiras de criança. A ideia do diretor era dar algo fácil de entender e identificar. Assim, os detalhes dos jogos mostram o nível de planejamento necessário a cada rodada. Já o robô foi inspirado em uma menina que aparece em livros infantis. Aí o objetivo mesmo era chocar, por tornar a recreação algo angustiante.

Round 6 - Netflix
A boneca foi inspirada em uma personagem de livros infantis. Imagem: Netflix/Divulgação

Entre os cenários que emulam as brincadeiras, um levou mais tempo. O local imita um típico bairro coreano dos anos 1970 e 1980. “O playground era muito realista, parecia mesmo um bairro antigo. Era como se estivéssemos diante de casas reais do passado. Isso criava um sentimento de nostalgia e também uma certa tensão”, comentou o ator Park Hae-soo.

Mesmo montando um local na Coreia e usando brincadeiras coreanas, a história foi pensada para ser também universal. Além disso, Hwang Dong-hyuk queria passar uma mensagem importante com ‘Round 6’. O desejo do diretor era mostrar a natureza humana e as diferenças causadas pela saída da infância ao expor adultos em brincadeiras de criança.

“Eu quis escrever uma história que fosse uma alegoria ou fábula sobre a sociedade capitalista moderna, algo que mostrasse uma competição radical semelhante à que enfrentamos na vida”, completou o criador de ‘Round 6’.

Netflix acredita que ‘Round 6’ será o conteúdo mais assistido da plataforma

Recentemente, a Netflix divulgou a lista completa de filmes, séries e programas originais mais assistidos da plataforma durante uma apresentação, no evento Code Conference 2021. Ted Sarandos, co-CEO e diretor de conteúdo do serviço afirmou que a série sul-coreana pode se tornar a produção original mais vista do serviço, entre filmes e séries.

Isso, se os números das primeiras semanas continuarem firmes. “Nós não esperávamos por tanto sucesso, em termos de popularidade global”, declarou o executivo.

Fonte:OLHAR DIGITAL